Followers

Google+ Followers

Wednesday, May 28, 2014

Rafael Palacios entrevista Henry Deacon: Transcrição da entrevista

stock photo : Portuguese flag butterfly, isolated on white background




Camelot logo

Rafael Palacios entrevista
Henry Deacon:
Transcrição da entrevista




Local: Cimeira da Exopolitics de Barcelona - 25 Julho 2009.


Translator: Maria Luísa de Vasconcellos
Email: luisavasconcellos2012@gmail.com

Reviewer. Celeste F.



Rafael Palácios: Bom, estou na área da imprensa da Conferência de Exopolíticas, com uma personagem. O homem que estais a ver agora, ficou famoso devido a uma entrevista do Projecto Camelot, onde não mostrou o rosto. Agora, é a primeira vez. Por favor, como se chama?

Henry Deacon / Arthur Neumann: Chamo-me Arthur Neumann, que é um nome alemão, Neumann.

Rafael: Trabalhou durante 30 anos na área da investigação, em áreas muito secretas ..

HD/AN: Pesquisa, fabricação, logística, praticamente em todas as áreas do governo, da contratação do governo, mas, sobretudo, no governo. Trabalhei com informação altamente secreta dos laboratórios de Lawrence Livermore, trabalhei com informação secreta sobre o espaço aéreo e afins, trabalhei com informações altamente secretas com certas implicações até cerca de 2004, ao trabalhar com outras agências.

R: Pode dizer qual é a sua especialidade?

HD/AN: A minha especialização é muito generalizada, um largo espectro de tecnologias.Tecnologias bem como coordenação, gerência de projectos, gerência de programas. Não apenas com o Departamento da Defesa, trabalhava também com todas as forças militares, e também trabalhava com as forças armadas de outros países.

R: Por exemplo; conhece alguma coisa sobre armas secretas de som, armas electro magnéticas?...

HD/AN: Sim, armas electrónicas de pulsação, em geral. Soube da sua existência e da pesquisa que tinha sido feita. Estava por dentro da pesquisa de armas, desde os meados dos anos 70.

R: Pode dizer quais eram as espécies de armas que eles tinham desenvolvido e quais são as suas utilizações?

HD/AN: Há tantas armas... há a bomba de micro ondas, a bomba de neutrões, bombas de feixes de partículas aceleradas, muitos projectos diversos nestas áreas … e as armas de som, que usam sons altamente focados …

R: Então, pode-nos confirmar que este governo tem armas para atormentar pessoas especiais, pessoas críticas, de modo a causar-lhes stress, e mesmo, criar doenças?

HD/AN: Oh, claro que sim. Há muitas tecnologias diferentes que estão a ser usadas constantemente, mesmo nas cidades, e também com fins específicos.

R: Os helicópteros negros sobre os quais muitos pesquisadores nos falaram, que andavam a pairar sobre as suas casas, pode confirmar se eles podem ser usados para esse fim?

HD/AN: Não sei o que quer dizer, mas eles andaram por aí, durante muitos anos, os helicópteros negros. Alguns são helicópteros negros e alguns deles PARECEM-SE com helicópteros, mas não são helicópteros.

R: Então que são?

HD/AN: São precisamente... não conheço os pormenores desses helicópteros, sei, apenas, que alguns deles são precisamente, aquilo a que chamais, uma espécie de capa para parecerem ser helicópteros. Mas isso foi há alguns anos, por isso, não sei o que aconteceu.

R: Mas, de facto, o que era isso?

HD/AN: Vigilância. Provavelmente, qualquer tipo de trabalho de rapto. Não que fosse executado pelos extra terrestres [sorrisos]

R: Então os cientistas que trabalham nestes programas classificados, estão conscientes de que as pessoas que trabalham convosco … estão conscientes que trabalham para os maus? Ou simplesmente fazem o vosso trabalho e esquecem o uso que eles vão fazer desse trabalho?

HD/AN: Nesses programas trabalha gente boa e gente má. E há pessoas que têm famílias que necessitam cuidar. Por isso, estão apanhados no emprego, porque, de outra maneira, não têm emprego. É uma batalha interna, para algumas pessoas, se devem demitir-se e não ter emprego, ou se devem continuar. Há muita discussão sobre isto. A minha intenção, desde o princípio, desde quando era criança, era entrar, aprender e depois sair. Tornar a entrar, novamente, aprender e partir para outra posição, noutro lugar. O tempo máximo que trabalhei num emprego, foi talvez três a quatro anos, no máximo. Quatro anos. Depois arranjava outro emprego, mas não tive de candidatar-me à maioria desses empregos. Nunca me candidatei ou procurei emprego, eles telefonavam-me, por acaso, e encontravam-me.

R: Pode-nos descrever a maneira que isso funciona, esse mecanismo de classificar? Quero dizer, você trabalha em Los Alamos ou Livermore. Pode descrever para as pessoas que não sabem como é que esses laboratórios funcionam, a maneira como eles classificam a informação especial?

HD/AN: Como decidem o que classificar?

R: Não, quero dizer, você está na cozinha, na sala de estar, com todos os cientistas. Você sabe o que os outros sabem, ou sabe apenas algumas coisas? Percebe o que quero dizer?

HD/AN: Sim. Para muitos empregos há sempre compartimentos, porque é isso que está a focar. Por isso, não tem necessidade de saber o que está a acontecer noutro lado. Você está focado numa certa área. Mas há medida que o tempo passa, os meus compartimentos alargam-se com mais compartimentos, até ao último emprego que tive, não houve nenhuns compartimentos de que eu fosse conhecedor. Devido à natureza do trabalho, estava numa equipa que tinha o que chamamos clientes. E os clientes incluíam a NSA e outras três agências de três letras, e agências de quatro letras de países diferentes. Mais outros clientes que não tinham nomes, não os conheço pelos nomes. Por isso, devido a esse tipo de trabalho, não havia necessidade de dividir em compartimentos. Voluntariei-me [sorrisos] para trabalhar com uma equipa pequena, para filtrar a informação entre essas várias organizações.

R: Pode-me explicar o objectivo desse projecto, em particular?

HD/AN: O objectivo deste projecto, em particular... tinha objectivos múltiplos, mas era para achar uma maneira desses grupos diferentes comunicarem e respeitarem a sua privacidade. Porque não querem partilhar informação, abertamente, uns com os outros. Mas para encontrar um caminho, um mecanismo para serem capazes de comunicar o que necessitam comunicar, de uma maneira segura.

R: Uma internet segura?

HD/AN: Sim, isso também… mas com filtros. Isso significava que eu tinha de ter acesso a toda a informação. E assim aconteceu,

R: Quero fazer-lhe uma pergunta sobre telecomunicações. Toda a gente está preocupada com o ‘Big Brother’ … essas pessoas sabem tudo sobre nós?

HD/AN: Oh, não consegue esconder nada. Precisamente agora que estamos a dar esta entrevista … Tenho a certeza que está tudo bem documentado. É apenas uma questão de eles terem, ou não terem, interesse nisso. Por isso, não tem qualquer privacidade … especialmente na era electrónica. Qualquer transacção que faça, cada chamada telefónica, cada hotel onde permaneça, todas as pessoas que encontre, isto parece uma canção [risos], devem estar a observá-lo. Mas não é nada para temer. Isso é que é importante, não ter medo de nada. Porque esse medo é … Hoje, o que necessitamos focar é o oposto ao medo, é olhar em frente e ser feliz, sobre esse ‘bebé’ que falei, que nasceu, e celebrar a mudança. E acreditar que há dor envolvida nessa mudança. E essas facções negras, e essas operações das trevas, elas são muito fracas. Muito fracas e sem poder. Especialmente se puderes compreender que vives numa galáxia cheia de mundos e de pessoas, pessoas como tu e eu, basicamente, que foram através da mesma experiência que as pessoas aqui na Terra. A mesma experiência, há muito tempo, nesta coisa continua. E eles já sabem o que vai acontecer. Mas estão a observar, agora, esta mudança. E estão a apoiar e a ajudar, suave e calmamente, por trás das cenas. E se estais cientes disso, então não deveis ter medo.

R: Porque tem tanta certeza disso?

HD/AN: Porque encontrei tantas dessas pessoas.

R: Conte-nos, conte-nos.

HD/AN: Encontrei muitas dessas pessoas mesmo antes de trabalhar. E por outras razões, que não irei explicar no vídeo agora … devido, também a ser de onde venho.

R: De onde veio?

[Aqui à um corte na entrevista, com um texto a dizer “Neumann-Deacon pediu-me para não publicar esta parte da entrevista, feita antes da sua afirmação em … aqui o texto acaba]

R: Mas pode-nos dizer se o Primeiro Contacto está próximo, como dizem a tantas pessoas?

HD/AN: Bom, o Primeiro Contacto, que penso que está planeado, não é um contacto real. O plano é uma ameaça fictícia. Mas esta ameaça fictícia … se vê OVNIs, e eles são mecânicos ou semelhantes, a probabilidade maior é que – especialmente se parecerem uma ameaça, ou um inimigo – acredite, apenas, que é só temporário, e que não são de outro lugar, de outro planeta. São criados como inimigos, como parte de uma operação do governo.

R: Então confirma que o governo tem essas ferramentas ...

HD/DN: Têm a tecnologia e as ferramentas, tiveram-no durante muito tempo, mas eles... mencionei o relatório da Montanha de Ferro, que muitos dizem que é apenas Ficção Científica, Não é ficção científica, porque esse material, o mesmo material foi-me entregue em mão num encontro em Tuscon, no Arizona, nos anos 80.

R: Directamente?

HD/AN: Sim, directamente, num encontro, um encontro do governo a que fui. E foi uma surpresa para mim, porque não sabia qual era a natureza do encontro. Mas voamos para Tuscon, no Arizona, e ficamos num quarto de um hotel [sorrisos], e ficamos juntos e, no fim do primeiro encontro, entregaram-me o relatório da Montanha de Ferro. Não em forma de livro, mas num formato de papel. Foi quando soube pela primeira vez, dos planos da RAND Corporation, para…

R: É a primeira pessoa que conheço que confessa que o relatório da Montanha de Ferro é verdadeiro.

HD/AN: É. Já não tenho esse relatório comigo, mas era quase exactamente a mesma coisa, que o livro que está a ser impresso, de novo.

R: Então, para si, a epidemia da gripe suína faz parte desse plano.

HD/NA: Não posso dizer. As epidemias são coisas naturais, claro que há epidemias naturais. Mas, na minha opinião, a gripe suína é, neste caso … é uma coisa perigosa de dizer, mas é apenas a minha opinião … a minha preparação é tomar, todos os dias, vitamina D3 2000 IU (2000 Unidades Internacionais) até 5000. O sol, por certas razões … o sol converte na nossa pele, em vitamina D3, mas devido à natureza do sol agora, e a outros factores … isso não resulta, neste caso. Mas para a gripe, para qualquer espécie de gripe, a vitamina D3 reduz grandemente as oportunidades de contrair qualquer espécie de gripe. Por isso, recomendo como um suplemento e por outras razões, também, que não têm nada a ver com a gripe.

R: E a vacina, recomenda às pessoas que ...

HD/AN: Não vou tomar a vacina. E disse à minha família para também não tomar. Disse-lhes há dois, três anos, para não o fazer. No site do Projecto Camelot há alguma documentação, creio, de há bastante tempo, em que falei na gripe. E isso foi antes que algo tivesse surgido nas notícias, por tanto, eu sabia disso com antecipação.

R: Sabe que os Americanos, estão a dizer que há alguma informação e rumores de que o governo irá tornar a vacinação compulsiva, para que todos a tomem?

HD/AN: Sim, o plano é esse, torná-la obrigatória, com multas e penalidades pesadas. Mas eu não vou tomar, especialmente, se for obrigatória. E, de qualquer modo, não tomo vacinas contra a gripe.

R: Pensa que o governo secreto já contactou com outros seres extra terrestres, tais como os reptilianos Zeta Reticulans, ou esta espécie de assuntos?

HD/AN: Quando as pessoas falam de governo secreto, primeiro de tudo gostaria de mencionar que os governos, quando falamos de presidentes, ou de famílias reais, eles não têm acesso a esta informação ou conhecimento. Tanto quanto saiba, e foi essa a minha experiência. Podem, apenas, inteirar-se a certos níveis de segurança, e o resto é turismo [sorrisos]. Porque: “Isto é o que temos”, e isto e aquilo. Portanto, não sabem o que está a acontecer “fora do mundo”. Não tem comunicação com essas pessoas. Por isso, quando falam em governo secreto, necessito saber o que quer significar com a expressão ‘governo secreto’.

R: Quem tem o poder? Kissinger? Rockfeller? Quem? Quem está encarregado?

HD/AN: Você tem poder, está encarregado de gerir a entrevista [sorrisos]. Por isso, são níveis diferentes de poder, e força e poder.

R: Por isso, não acredita que esteja centralizado em três pessoas …

HD/AN: Hmm ... o quê?

R: Você acredita nisso … que há algumas pessoas que dizem que certas pessoas, várias pessoas que têm este poder concentrado em…

HD/AN: Bom, há pessoas que... há pequenos grupos que se encontram, incluindo um que mencionei na Conferência de Zurique e que não quero tornar a mencionar, uma agência de três letras que não é muito falada.

R: Que lida com satélites, etc., por exemplo?

HD/AN: Sim, mas o que acontece é que, finalmente, ainda … têm os seus limites em relação ao poder que realmente têm. Eles querem poder, e têm tentado conseguir o poder durante muito tempo, mas nos anos mais próximos, irão perder o poder completamente. Muito em breve.

R: Porquê?

HD/AN: Devido a todas as mudanças que estão a acontecer e a convergir, agora.

R: Qual é o papel da espécie humana em toda esta história? Isto é uma coisa como os governos e os povos aqui, neste projecto de revelação, numa posição de alto nível… mas nós, o povo, o que podemos fazer nesta história?

HD/AN: A melhor coisa que o povo pode fazer, é muito simples. Se tendes sistemas de crenças diferentes, religiões diferentes, necessitais de abrir o vosso coração e acreditar que estamos aqui, todos juntos, e respeitar as crenças dos outros o melhor possível. Compreendam que partilhamos um Deus ancestral comum, não só aqui mas, também em toda a galáxia.

R: Consciência galáctica.

HD/AM: É a galáxia, Não é o universo, mas a galáxia. Mas, agora, necessitamos de nos focar, precisamente no que acontece aqui, no nosso planeta, e ajudarmo-nos uns aos outros, e parar de lutar pelo ‘meu Deus’ e o ‘teu Deus’, tu sabes. Isso não faz diferença nenhuma.

R: Mas pensa que alguma pressão nas ruas, feita pelo povo comum, podia ser uma pressão sobre o governo para revelar informação?

HD/NA: Se desejarem fazer alguma coisa, façam-no de uma maneira não violenta. Se tendes raiva, isso irá apoiar a agenda das pessoas que estão a tentar impor o poder sobre vós. Mas digo de novo, isto é uma coisa muito temporária. Toda esta luta e toda esta ocultação é temporária. E mesmo que não façam nada, as mudanças irão continuar. O nascimento de um novo mundo … não da Nova Ordem do Mundo (NWO) como Bush! [sorrisos] Mas o novo mundo que irá acontecer muito em breve. E deviam sentir isso e estar cientes disso.

R: Duas perguntas sucintas, para acabar. A primeira: Pode-nos falar de tecnologias que nos libertem quando o governo secreto cair?

HD/AN: Bem, sem dúvida que há tecnologias, que usam o efeito Casimir ou a energia do ponto zero. Isso é definitivo. Salientei isso em Zurique, e nem sequer é informação classificada. É apenas … necessitais saber para onde ir, para a ver. Estou a falar do governo, nem sequer está classificada. E o escudo de gravidade também não está classificado, que é semelhante à anti-gravidade, mas que é um escudo: você pega num material, põe uma coisa sobre ele, e isso diminui o … faz de escudo em relação à força da gravidade. Esta tecnologia existe, e há sites onde pode ir, pode ir a xxx.lanl.gov. Los Alamos National Labs ponto gov, vá a esse website e então faça alguma pesquisa. Penetre nos arquivos, nos arquivos de física.

R. Então pudemos ter discos voadores dentro de pouco tempo?

HD/NA: Sim, podem ter. O certo é que, necessitamos equilibrar isso. Toda essa tecnologia, que está disponível. Toda essa tecnologia, que está disponível, pode ser tornada pública. Mas em primeiro lugar, necessitamos de trabalhar os nossos problemas espirituais e sociológicos.

R: Mas onde estão os planos, os mapas para fazer esses discos voadores? Pensa que isso vai ser divulgado, tal como uma fonte de software livre? Pode ser uma maneira Linux de criar discos voadores?

HD/AN: [sorrisos] Sim, vai ser divulgado por muitas e muitas fontes diferentes. Provavelmente por pessoas que estão aqui hoje, na Conferência. Há pessoas que estão a trabalhar nisto, como homens de negócios, que estão a surgir.

R: Negócios?

HD/AN: Sim. Como os seus próprios negócios novos.

R: Por exemplo, Brian O'Leary, o seu amigo, está neste campo, não está?

HD/AN: Sim, está neste negócio. Não sei o que está a fazer com as máquinas ou outras coisas. Mas no que respeita a tecnologia da energia do ponto zero, na sua melhor forma … Podia descrever isso como sendo: você podia ter uma caixa pequenina, que se parece com isto [move os dedos à volta de uma pequena caixa imaginária de cerca de 2cm] e pode dirigir a transformação em energia eléctrica ou seja no que for. E não há partes em movimento, nem o rodar mecânico de magnetos ou seja do que for como isso. É tão simples que parece magia. E você faz isso, e pode obter energia, com os fios necessários, …

R: Qual é a chave da energia do ponto zero? Qual é a chave para a criar?

HD/AN: Bom... como é que isso funciona? Há várias maneiras, mas uma delas é uma pequena camada de materiais, quase como se faz um condensador. Pequenas camadas de material, e então tira a energia disso. Mas só pode ser usado um tipo de tecnologia de um estado sólido simples.

R: Essa energia do ponto zero tem alguma coisa a ver com a energia orgone?

HD/AN: Não sei nada sobre a energia orgone. Quero dizer, já a vi, mas não tenho nenhuma experiência disso.

R: OK. A outra pergunta é sobre a administração Obama. Espera alguma coisa de positiva sobre os assuntos que estamos a comentar?

HD/NA: Os meus sentimentos sobre Obama tiveram altos e baixos. Não sei … realmente não é Obama. Penso que o que se passa com este mundo como um todo, é um acontecimento realmente natural, quase natural. Não é uma questão de que alguém tome uma decisão, no Gabinete, de divulgar a informação, tudo isto está a acontecer, muito naturalmente.

R: Não necessitamos que o governo divulgue a informação.

HD/NA: Não, não necessitam que o governo divulgue a informação.

R: Concordo perfeitamente consigo, não temos de pedir ao governo para o fazer.

HD/AN: E não espere que o governo tenha qualquer informação para divulgar. Porque os governos, como estava a dizer, os governos não têm essa informação. Por isso, essa informação já é do domínio público. Está precisamente a chegar … tal como as flores a crescer do solo, está a florescer em toda a parte.

R: Temos a internet... ponham as pessoas em acção.

HD/AN: E também grandes invenções e coisas que, no passado, foram descobertas simultaneamente em diversos lugares do planeta, Como é que isto é possível? É porque está a acontecer numa dimensão diferente. É como essa informação é divulgada. Não é divulgada pelos governos.

R: A informação está na internet. Só para acabar a entrevista, pensa que vão acabar com a liberdade na internet? Podem fazê-lo?


HD/NA: Bem, podem tentar, e não a podem fechar, mas ...talvez durante um certo período de tempo a internet fique mais lenta, mas então, estávamos a falar: quem são ELES? [sorrisos] Você sabe … a internet foi estruturada, na origem, para que VOCÊ não a pudesse fechar. Por isso, pode ficar lenta, é tudo. Ficar lenta e vagarosa. Por isso, pensem em maneiras alternativas de comunicar. Uma nova forma de comunicação irá chegar dentro de alguns anos, onde nunca mais necessitarão da internet.

R: Qual? A telepatia.

.HD/AN: Algo semelhante a isso [sorrisos]. E as pessoas … isso será, também, uma coisa natural.

R: Comunicação do coração.

HD/AN: Sim. E é o que está a acontecer nas conferências. As pessoas irão experimentar isso.

R: Ok. Muito obrigado. Pela informação e pela sua coragem.

HD/AN: Desligue a sua televisão. Desligue a sua televisão.

R:Ok, desligo já.

Rafa Palacios.


Clique aqui para ver o vídeo em inglês no YouTube. 
__________________



TRANS + TRANS

Asking for Translators

Kindly translate these interviews in your native languages and sent them to

luisavasconcellos2012@gmail.com

They will be posted here and sent to Kerry Cassidy for being posted at Project Camelot website.

Many thanks in advance.


Asking for Transcribers


kerry@projectcamelot.tv> wrote:

Hi all,

We have lots of Camelot videos still needing transcripts. Anyone who wants to contribute a transcript is welcome.

http://projectcamelotportal.com/interviews/english-transcripts

Best wishes

Kerry

ascension